Perfil Jose SoutelinhoUm CV é uma perspectiva profundamente fragmentada daquilo que um É, focado no “eu já fiz” e, tradicionalmente desconsiderando o que um pensa/sente/sonha/como se comporta.
Focado no Fazer é! Focado no Passado está! Uma colecção de Passados baseia-se quase sempre no que se alcançou de acordo com parâmetros ocidentalizados e alinhados à industrialização de quantidades.
Aqui apresento uma perspectiva distinta.
SOU UM EXPLORADOR DA VIDA!
A MINHA VIDA É UM HINO À DESCOBERTA.

Na dimensão Ocidentalizada licenciaram-me em Engenharia Mecânica, pós-graduaram-me em Engenharia da Qualidade e certificaram-me como Formador. Brinquei com a Qualidade, a Auditoria com os muito grandes, o Business Coaching com os pequenos – PME, e também me devotei à Formação de adultos.
Desenhei e construí uma bicicleta em carbono porque me apeteceu e disseram ser impossível.

A primeira vez que andei de avião, atirei-me de lá de dentro com um pára-quedas.

Na dimensão Orientalizada, brinquei com a energia, o ki, o prana, através do Shiatsu, da Ayurvédica, do Feng Shui intuitivo, da Radiestesia, da Passagem, do Avatar, da Cozinha orgânica e da Meditação.
Comecei a viajar e fiz o caminho de Santiago de bicicleta, em 1000 km´s de contemplação e relação.
Depois acrescentei-lhe mais plenamente a dimensão Natural com a Permacultura, a Geobiologia e a Biodinâmica. Estabeleci relação com as Árvores, as bravas e as mansas.

Comecei a desenhar espaços de relação homem-natureza e a cultivar alimentos.

E por fim a componente Humana à séria. Tratei da descoberta do que sou, de quem sou e o que aqui faço.
Decidi largar o carreirismo e a acumulação de cursos e bens materiais, e partir. Ser viajante. Numa caravana, com o Mundo como quintal, sem itinerário e sem tempo.

O mote activo: “oneness cook” alinhado à missão de: “…promover o estudo, investigação, análise, reflexão e debate de ancestrais e contemporâneas realidades humanas, de cariz espiritual, ideológico, comportamental, cultural e social; numa perspectiva interdependente, unificante, inclusiva e integral; num espírito de coerência e comunhão aos padrões da Natureza, propondo meios, saberes e referenciais alternativos, que se constituam como bases para mudanças significativas no fazer, ser e saberes humanos, em qualquer escala e em qualquer lugar.” Dois anos de estrada e relativização profunda, até ao final de 2010. Esta missão prossegue hoje…nessa grande celebração de Vida de explorador da Vida.

Estabeleci uma muito distinta relação comigo, com os outros e com a Terra que nos suporta. Tenho uma maneira diferente de “ver”, uma maneira diferente de “agir” e uma maneira diferente de “avaliar”. Diferentes do que eram e em contínua consciente evolução.

Agora pratico tudo ao mesmo tempo, integro tudo num caldeirão de nodos e relações. Integralmente. Pratico-o através da dádiva de apoiar a transição dos outros, de os desafiar e capacitar, do actual modo de ser, para um novo modo de ser – plenos, autênticos e empoderados – numa moldura chamada “despertutor”. Uma prática em que me sinto muito bem!

Sonho com um mundo novo, em que cada um expressa plenamente o seu potencial, feliz e sem sofrimento, manifestando-se autenticamente, transcendendo-se numa espiral de evolução, integrado na natureza que nos suporta, e onde juntos nos reconhecemos uns nos outros, cientes de que tudo é um kosmos onde o verso é único – universo.

A “quantidade” que mais me dá orgulho referir neste CV encontra-se na contagem do uso da palavra “Não” apenas uma única vez em todo este texto. Esta mesmo!

Projecto Pessoal » Despertutor